sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Lista do FDS : Filmes (Apressando e Relaxando...)

Olá olá peoples! Eu sou Fabrício Barros e este é o Catadores de Reliquias todo preguiçoso, no sofá (que não temos aqui, mó mancada!) assistindo a uns filminhos marotos pra passar o final de semana. Esse post é pra você, pessoinha que está estafada(o), cheio(a) de todo o trabalho da semana e só quer relaxar um pouco assistindo algo sem compromisso. Então, desempoeire seus VHS e DVDs velhos. Torça para que funcionem e aproveite!
Se quiser aproveitar também, você pode entrar na nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/CatadoresDeReliquias, dar um Curtir e quem sabe participar da nossa promoceta marota valendo uma Graphic Novel do amigão da vizinhança: O Homem-Aranha! De Volta Ao Lar, da Editora Panini/Salvat! Vai ter um post com as regras para participar na página. Se quiser ser mais ousado(a) e quem sabe mandar que nós irmos para alguma ponte que partiu, você pode também enviar um e-mail carinhoso para: catadoresdereliquias@hotmail.com. Ou se for mais timido(a), pelo menos deixe um comentário aqui mesmo no post.

Run to the Hills! Buy the Popcorn! Back from the Hills!
















Essas são sugestões do povo daqui do Catadores de Reliquias. Talvez muitos filmes façam seu gosto cinéfilo, talvez muitos deles ou senão todos você já tenha assistido. Se alguma sugestão dessa pequena lista não agradou, manda pra gente sua lista de filmes pra relaxar, que tal? Não fique no anonimato e compartilhe com o mundo sua experiência filmistica. Então é isso. Assistam e se divirtam! Bye!!!! 




domingo, 15 de setembro de 2013

Dia do Baralho (e do Gambit também?)

Ladies and Gentleman! Peoples e Peoplas! Humanos e Humanas, Exatas e Biológicas!
Eu sou Fabrício Barros e este é o Catadores de Reliquias, apostando alto num assunto que, pessoalmente me surpreendeu, estamos falando de um dia especial, um dia que ninguém imaginava estar no calendário (e talvez não esteja, vai saber) homenageando noitadas de jogatina e palavrões gratuitos... Enaltecendo reviravoltas e sortes de principiantes, mágicas amadoras e ilusionistas... Sem mais delongas, hoje o Catadores de Relíquias vai falar sobre:

O DIA DO BARALHO!
(do baralho, ba-ra-lho!)

Sim ,jovem padawan truqueiro, hoje vamos passear pelo mundo do baralho...

Muitos Naipes, Muitas Faces

Com um único baralho, daqueles comprados na vendinha ou local que você encontre um baralho a venda, você pode jogar mais de setenta tipos de jogos diferentes, sem contar jogos que você pode inventar, o que aumenta e muito a lista.O baralho não tem uma origem muito concreta, propõe-se que ele existia na China há muito tempo atrás, logo depois da invenção do papel, outras fontes atribuem a origem aos árabes.
Nosso baralho atual veio dos baralhos europeus dos séculos XIV e XV, sofrendo adaptações até o formato que conhecemos hoje.

As figuras do baralho, Reis, Damas e os Valetes tem representações de personalidades reais, homenagens atribuídas às figuras, sendo (obrigado Wikipédia):

Rei de Ouros - Júlio Cesar, geralmente portando um machado que simboliza as legiões romanas;
Rei de Espadas - o rei israelita Davi;
Rei de Copas - o rei Carlos Magno;
Rei de Paus - Alexandre, O Grande;
Dama de Ouros - Raquel, esposa de Jacó;
Dama de Espadas - A deusa grega Atena;
Dama de Copas - Judite, personagem bíblica católica;
Dama de Paus - Elizabeth I, da Inglaterra;
Valete de Ouros - Heitor, Príncipe de Tróia;
Valete de Espadas - Hoigier, primo de Carlos Magno;
Valete de Copas - La Hire (Étienne de Vignolles);
Valete de Paus - Sir Lancelot.

Muito bom, muito maneiro, mas e o Dia do Baralho?

Aí é que está, meu caro amigo virtual poker facetico (espero que facetico não exista), a Copag (patrocina o Catadores, sua linda!), criou uma homenagem a este instrumento de distração de aulas e diversão gratuita (e com um adendo: A Copag começou em 1918 a produzir baralhos e isso dá mais ou menos, se a matemática não falha, 95 anos, quase um século de jogos e arrisco dizer milhões de baralhos criados) no dia 13/9. A data foi escolhida justamente para lembrar do mais tradicional baralho da Copag, o 139 (entendeu? hã,hã).
E sim amiguinho, nós do Catadores estamos atrasados na data mas não poderiamos deixar de mostrar a vocês pelo menos um pouquinho sobre o baralho.
Assista aqui ao trailer de um documentário produzido pela Copag, ilustrando a influência que o baralho tem na vida de várias pessoas e em várias histórias, o que é muito interessante, mesmo pra quem não é muito chegado a um carteado:



Uma curiosidade extra (ou não, né?) é que outra grande empresa poderia ser homenageada no dia do baralho, mesmo não produzindo mais o produto. É a Nintendo! Sim, no inicio a Nintendo, em 1889 (o que já é tempo pra caramba) começava a produzir baralhos de hanafuda (eu não sei o que é hanafuda,ainda) e outros modelos também, chegando a até mesmo criar cards estampados em parceria com a  Disney, ficando no ramo de baralhos até meados de 1964, 75 anos no mercado, quase falindo e ressurgindo poucos anos depois produzindo jogos de fliperama. 

Finalmentes (ou Truco, Marreco!)

Espero que tenham gostado desse passeio pela viela dos baralhos, que tem muito assunto a ser explorado, aqui nos concentramos no tipo de baralho mais comum, existem por exemplo os Trading Card Games como Magic the Gathering, que vão aparecer alguma hora por aqui. O link para o documentário está aqui em baixo, não deixe de comentar aqui mesmo no blog, ou dar uma curtida na nossa página do Facebook ( coloque Catadores de Relíquias na barra de procura e aparece logo em cima). Se quiser dar uma cartada de mestre e nos enviar um e-mail, estaremos esperando, só mandar para: catadoresdereliquias@hotmail.com.
Agradeço o apoio, a ajuda e o feedback que recebemos! Obrigado e Bye!

13/9 - O Dia do Baralho (Youtube): http://www.youtube.com/watch?v=WN_tHN6g3y0

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

13 sextas-feiras 13

ÉÉÉÉÉÉÉÉ IIIIISSSSSOOO AAAAAÍÍÍÍ, PEOPLEEEEES!!!!!


Deixando de lado o bom senso e  a regularidade (que já foi pro brejo nesse ponto) estamos aqui novamente! YAY!
Eu sou Fabrício Barros e este é o Catadores de Reliquias, seu blog temporalmente caótico sobre tudo e nada. E hoje voltamos com a MEGA LISTA DE FILMES TRASH. Sim, a segunda parte do horror e do terror das tardes do inicio dos anos 90 estão de volta peoplezitos e peoplezitas!!!
E pra quem quer conferir a primeira parte da lista aqui está o link da postagem anterior: http://catadoresdereliquias.blogspot.com.br/2013/07/cine-trash-lixo-o-horror-o-horror-mas.html

E se você quiser recomendar algo, xingar, fazer carinho, ou algo mais indecente você pode contatar-nos aqui nos comentários do post, por nossa página de Facebook: https://www.facebook.com/CatadoresDeReliquias, ou até (olhem só) pelo noss e-mail: catadoresdereliquias@hotmail.com

O plural de sexta-feira é sextas-feiras ou sexta-feiras ou sextas-feira?

O DUENDE (Leprechaun, 93)
SPA DIABÓLICO (Witch Bitch)
INFERNO SUBMARINO (Endless Descent, 91)
FÚRIA PRIMATA (Primal Rage, 88)
PROJETO VAMPIRO (Project Vampire)
COMBUSTÃO ESPONTÂNEA (Spontaneous Combustion, 90)
VAMP, A NOITE DOS VAMPIROS (Vamp, 86)
FOME ANIMAL (Braindead, 92)
SKINNER - O MUTILADOR (Skinner, 95)
BONECOS DA MORTE (Puppetmaster, 89)
DEMÔNIO DO ESPAÇO (Demonwarp, 88)
O ÚNICO SOBREVIVENTE (Sole Survivor, 85)
MENTE MACABRA (Crawlspace, 86)
NAS SOMBRAS DA NOITE (The Night Brings Charlie, 90)
MÁSCARAS DO TERROR (Clownhouse, 87)
PORTÃO II - ELES ESTÃO DE VOLTA (Gate II, 90)
ESTRANHAS MUTAÇÕES (The Mutations, 73)
GROTESQUE (Grotesque, 88)
TERRORES DA NOITE (Nightwing, 79)
QUARTA DIMENSÃO (4D Man, 59)
FANATISMO MACABRO (Fanatic, 65)
MUNDOS EM GUERRA (Battle in Outer Space, 60)
DAMIEN - PROFECIA II (Damien - Omen II, 78)
FELIZ ANIVERSÁRIO PARA MIM (Happy Birthday to Me, 81)
BALADA PARA SATÃ (The Mephisto Waltz, 71)
CONFLITO FINAL - A ÚLTIMA PROFECIA (The Final Conflict, 81)
A CASA DE NOITE ETERNA (The Legend of Hell House, 73)
A FACE DA CORRUPÇÃO (Corruption, 68)
ESSÊNCIA DA MALDADE (The Creeping Flesh, 73)
A VOLTA AO MUNDO PRÉ-HISTÓRICO (Dinosaurus!, 60)
EU O DESEJO - UMA HISTÓRIA DE VAMPIRISMO (I, Desire, 82)
TERROR CEGO (Blind Terror, 71)
OS PRIMEIROS HOMENS NA LUA (H.G. Wells' First Men in the Moon, 64)
DEUSA SELVAGEM (Mothra, 61)
A GÓRGONA (The Gorgon, 64)
A SEITA DO DRAGÃO VERMELHO (Terror of the Tongs, 61)
O HUMANÓIDE (The Humanoid, 79)
CIDADE SUBMARINA (The Underwater City, 62)
AS TORTURAS DO DOUTOR DIABOLO (Torture Garden, 68)
BEM-VINDOS À CASA DE LAUTER: A MORTE OS ESPERA (Witchtrap, 88)
O BEM CONTRA O MAL (Good Against Evil, 77)
ABELHAS ASSASSINAS (Killer Bees, 74)
A PRAIA DO PESADELO (Welcome to Spring Break, 88)
SPECTRO (Spectre, 77)
O MONSTRO DE DUAS FACES (The Two Faces of Dr. Jekyll, 60)
A IMAGEM DO MEDO (A Reflection of Fear, 73)
NÉVOAS DO TERROR (A Study in Terror, 65)
TATUAGEM, A MARCA DO DIABO (Fox Mystery Theatre: Mark of the Devil, 84)
NOSFERATU - O VAMPIRO DA NOITE (Nosferatu, the Vampyre, 79)
A IRMANDADE DE SATANÁS (The Brotherhood of Satan, 71)
LOBISOMEM (Arizona Werewolf, 95)

São filmes antigos sim, trasheira da pior qualidade pra se aproveitar no aconchego do sofá numa sexta-feira 13 marota com um love, que tal? Muito obrigado pelo apoio e nos desculpem pela falta de regularidade entre os posts (aos poucos vamos consertar a bagunça e aí sim!) Bye!

PS: Ainda não acabou...

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Nasch - Esquecimento

"Aquele sempre era o primeiro sintoma: a diminuição de palavras numa conversa, depois o afastamento gradual da pessoa, pouco a pouco se distanciando, falando menos, pensando menos, se preocupando menos, sendo de fato menos e diminuindo-se cada vez mais no intuito de que a outro não mais perceba sua presença e a esqueça. Sempre foi assim e continuaria a ser agora e depois e depois e talvez depois de depois. Até o vazio preencher tudo."

Nasch

Estava confuso. Aquela conversa havia sido de fato perturbadora, talvez pela falta de reação dele, ou pelas palavras que teimaram em não sair enquanto olhavam aquela garota de olhar firme, que o compreendia e aceitava e que ele rejeitou. A noite já estava caminhando a passos largos e o frio abraçava Nasch enquanto saia a pé do shopping, tinha naquele evento climático um consolo, em cada brisa mais gelada e cada sopro atípico uma voz tentando convencê-lo que havia feito a coisa certa, de que havia sido honesto com seus sentimentos  e com a garota. No meio da multidão e sozinha. Mas algo no fundo, comedido e paciente lhe falava, no intimo, no cerne de toda a questão: Você está se arrependendo... e isso é um erro.

Cora

Ellie e Cora caminhavam pelos corredores abarrotados do shopping center, conversando amenidades dentre o vozerio naquele feriado de compras. As duas compartilhavam um pacote de bolacha recheada.Compartilhavam indiretamente olhares que já contavam tudo, inconscientemente tecendo as tramas daquele cenário em cada gesto, entonação e reação. Conversa fluindo como um rio, de final definido e inevitável. Nesse ponto porém, ninguém soube contar o que se passou.

Elie

Cada palavra dita pela amiga de muito tempo ecoava em sua mente, na tentativa de absorver e entender cada silaba, cada entonação diferente,cada nuance e fato novo que aparecia a ela enquanto conversava com Cora. O olhar calmo e plácido da amiga colocava alguns obstáculos na interpretação.Mas havia uma necessidade de estar ao lado dela, de compreendê-la de modo tão claro e simples que nada, nem mesmo a personalidade mais forte da amiga a impediria de confortá-la, pois sentia que era isso que deveria fazer: envolvê-la em carinho e compreensão paciente.

Nasch

Chegar em casa nunca havia sido tão reconfortante.
O frio deixado do lado de fora, o celular sendo jogado na cama, a televisão sendo ligada num programa aleatório e sem importância no momento.
Roupa tirada, chuveiro ligando e a água caindo. Caindo, caindo... Dormindo.
O vizinho começa a gritar algo incompreensível, parece desesperado e reparando bem isso começa a deixa-lo irritado.
Volta nu até a sala, decidido a desligar a televisão e desmaiar na cama esquecendo o dia inteiro e recomeçando do zero.
A televisão passa um cenário de destruição e desolação. Algo horrivel havia acontecido, uma explosão de algo ou de algum lugar. Flashs televisivos informavam a toda hora, sobre um acidente, sobre a perda de entes queridos e pessoas próximas, moldurados pelos números crescentes de feridos, desaparecidos e mortos.
Algo tinha acontecido, e aos poucos tudo ia se encaixando no lugar, peça por peça, entre sirenes dos bombeiros e vozes jornalisticas desenhando toda a destruição.
Não havia mais nada. Nem sorrisos, pedidos aceitos ou não, rejeições, obrigações, deveres, prazeres, amores... mais nada além de escombros em combustão, desabando enfraquecido pelas chamas. Não havia sequer esquecimento daquele ponto em diante da vida de Nasch, não havia mais shopping.

_________________________________________________________________________________

Quase Semi Profissional #06 - Deckbuilding

Um vídeo para falar sobre baralhos, um pouco sobre mim e os baralhos e algumas coisas mais. E tem indicação.  Atualmente a Carolina Mora...