CDR Shot 07 - The Begginer's Guide

"Olá, meu nome é Davey Wreden, eu escrevi "The Stanley Parable", e enquanto aquele jogo conta uma história bastante absurda, hoje eu vou lhe contar sobre uma série de eventos que aconteceram entre 2008 e 2011" , esta é a frase de abertura de de The Beginners Guide, um convite pessoal ao desenvolvimento de jogos, sobre o que é um jogo em si e sobre relacionamentos humanos. Eu sou Fabrício Barros e aceitei este convite, sejam bem vindos ao CDR Shot

(vinheta)

Antes de falar sobre ser ou não ser e qual a questão sobre tudo isso, venho aqui por meio desta para lembrar a nossos ouvintes e leitores que esta resenha se reserva a não produzir spoilers em qualquer etapa de produção e desenvolvimento e pedimos aos carissimos que tamém não o façam seja nos comentários do post ou na vida.



Antes de comecar a falar sobre The Beginner's Guide, temos de falar sobre The Stanley Parable rapidamente, citado na introdução. The Stanley Parable, que pessoalmente merecia um Shot ou um podcast só pra ele pelas inovações, é um jogo de exploração e ficção, que brinca e critica os jogos lineares, e dá uma aula de game design em como explorar alternativas narrativas, e que merece a atenção.

Mas por que falar sobre The Stanley Parable neste momento, bem... se The Stanley Parable foi um experimento sobre narrativa e exploração de alternativas na narrativa, The Beginner's Guide é mais um experimento que mostra a ligação emocional de um desenvolvedor com sua obra, ele expoe conceitos de desenvolvimento e em paralelo relaciona ao momento pessoal daquela pessoa.

Assim como em The Stanley Parable você tem uma exploração limitada às teclas WASD e ao clique do mouse, e a história se desenvolve com o narrador, o próprio Davey Wreden, montando um quebra cabeça existencial de seu amigo, chamado somente de Coda.
Isso nos leva a vários cenários e às opiniões e observações de Davey sobre os trabalhos de Coda e de como seu relacionamento com ele se desenvolve.

Agora tenho de parar de resenhar este jogo, para explicar algo sobre o jogo, ele é sobre história, ele é sobre entender jogos como arte e questionar se jogos são realmente arte; sem uma ligação um pouco maior ele pode se tornar somente um jogo sem objetivos e vazio. A versão que joguei foi em inglês e não vi, até produzir este texto, algum tipo de tradução em português.
Talvez isso afaste muitas pessoas de The Beginner's Guide, assim como seu visual que é competente, mas nada fora da média.

FINALMENTES:

Pra mim, The Begginner's Guide foi uma experiência interessante, algo que eu recomendaria a muitas pessoas que conheço que caminham no desenvolvimento de games, mesmo que amadoramente. E como uma experiência, ela dura em média umas duas horas de jogatina, noventa minutos. Talvez ele crie um nicho de admiradores por tratar de um assunto tão especifico quanto desenvolvimento de games e do envolvimento emocional exemplificado em Coda ou num futuro se torne um exemplo de arte ainda não conceitualizado.

NOTA: 8,5

        E se os puzzles da vida estão complicados e vocês estão queimando neurônios, não deixe de mandar seu recado pedindo por ajuda para nosso email que é: emailcatadoresderelíquias@gmail.com e dê uma olhada em nossas redes sociais, estamos não só no blog como no Facebook e no Instagram dando altas indicações fotográficas e maraviwonderfulicas a vocês pessoas! Então não esqueçam de que a vida é um labirinto e que sempre há uma saída and Bye!

Download :D (clique com o botão direito e Salvar Link Como)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

S04E07 - Rádio dos Catadores (com muito Errê)

Aviso Aos Navegantes!!! Novidades À Vista !!!!

Review no Porão 04 - 7 Wonders